Veja apontou que Cachoeira teria bancado jatinho para Gilmar

O ministro do STF Gilmar Mendes esteve em Granada (Espanha) no dia 14 de abril de 2011, segundo o site do STF, para participar de um congresso. Ele contou que, depois, viajou para Praga, onde encontrou-se com o senador Demóstenes Torres (ex-DEM/GO), e seguiram para Berlim.

No dia 23 de abril, escutas telefônicas da Operação Monte Carlo da Polícia Federal, captaram Carlinhos Cachoeira e seu assessor Wladimir Garcez, providenciando um jatinho para buscarem Demóstenes Torres e um Gilmar (que a Polícia Federal suspeitou ser Mendes), de São Paulo para Brasília.

Demóstenes e o referido Gilmar, chegariam de uma vôo internacional em São Paulo, e não achariam vôo para Brasília, segundo Wladimir Garcez.

Cruzando as escutas com as datas confirmadas por Gilmar Mendes em entrevistas, há fortes evidências de que Demóstenes e Gilmar podem ter sido supridos por este jatinho providenciado pelo esquema Cachoeira.

Há pouco tempo, essa mesma velha imprensa que está blindando Gilmar e Demóstenes, crucificou o ex-ministro do trabalho Carlos Lupi (PDT) por voar de carona em um jatinho. Por que “dois pesos, duas medidas”, agora, ao não exigir explicações do ministro do STF?

Leia mais aqui

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s