Voltando ao que interessa: Cadê as 200 ligações entre o diretor de Veja, Policarpo Junior, e Cachoeira?

Por que até hoje não vazaram as 200 ligações entre o diretor da Veja em Brasília, Policarpo Junior, e o bicheiro Carlinhos Cachoeira?

Que mistérios prendem essas ligações e não as trazem a público?

Por que Policarpo – se levarmos em consideração a hipótese de que não existam essas ligações, ou, caso existam, não contenham nada de comprometedor – por que Policarpo, como eu dizia, não se pronuncia e faz um silêncio ensurdecedor?

Que negociações estarão ocorrendo nos bastidores entre políticos, criminosos, jornalistas e donos de grandes grupos de comunicação, em troca do ocultamento dessas ligações?

Continua me intrigando um vazamento que recebemos via e-mail, que “supostamente” (também como gosta de escrever a mídia corporativa) seria a letra de uma música da insuspeita dupla pra lá de suspeita Policarpo & Cachoeira.

Não me enviaram a música gravada, mas me garantem que é semelhante àquela Marvada Pinga. Ou, ao menos, claramente inspirada nela.

Seria mais um “suposto” (de novo) crime da dupla, dessa vez de plágio? Com a palavra o Ecad e a ministra Ana de Holanda (serve qualquer dos dois, porque é a mesma coisa)…

À letra, com as indicações, conforme recebi:

Blog do Melo

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s