Vice-presidente da CPI diz que mídia quer abafar investigação

Após a cassação de Demóstenes Torres, uma tese tomou a mídia: a degola de seu ex-paladino da ética teria o efeito de “esvaziar” a CPI do Cachoeira porque uma satisfação já teria sido dada à sociedade, o que permitiria que não se mexesse mais no vespeiro.

Para esclarecer essa avalanche de desinformação o blog entrou em contato com o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), vice-presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que investiga as ligações do bicheiro Carlos Cachoeira com os setores público e privado.

Teixeira explica, por exemplo, que não era preciso abrir uma CPI para cassar Demóstenes, que não foi cassado pela Comissão e sim pelo Senado através de representação do PSOL.  Ou seja, a CPI não teria como justificar a si mesma através da cassação porque nada fez para que ocorresse.

Perguntado sobre por que a mídia estaria dizendo que uma medida que não foi da CPI serviria para justificá-la e enterrá-la, Teixeira afirmou, literalmente, que “A mídia está tentando pôr panos quentes na CPI para proteger setores da oposição que se envolveram com Cachoeira”.

Segundo o vice-presidente da CPI disse ao blog, a investigação atinge em cheio setores da oposição e da própria mídia e, por conta disso, tentam esvaziá-la, pois querem que termine logo.

Outra das principais razões para a mídia estar tentando enterrar a CPI do Cachoeira reside no fato de que, à diferença do que vem dizendo, continua sendo investigada, sim, e desdobramentos deverão sobrevir, pois ainda estão sendo analisadas as milhares de horas de gravações de vídeo e áudio.

Aliás – e esta não é uma informação de Teixeira, mas que o blog apurou – as ligações telefônicas entre o editor da Veja Policarpo Júnior e Carlos Cachoeira não contêm muita coisa pois detectaram marcação de encontros presenciais gravados pela PF e, estes sim, contêm fatos graves.

Outra falácia rechaçada por Teixeira diz respeito ao funcionamento da CPI de agosto em diante, que seria prejudicado pelas eleições e pelo julgamento do mensalão. O deputado diz que a CPI tem tanto para investigar que sua duração deve ultrapassar esse período.

A CPI do Cachoeira deve disputar atenções com o julgamento do mensalão, pois será nesse período que surgirão revelações mais sérias contra os que tentarão criar um clima de linchamento eleitoral do PT. É conversa da mídia, pois, que a CPI será esvaziada.

Blog da Cidadania.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s