Asa Branca, de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira

BIOGRAFIE

O pianista Vitor Araújo, 20 anos, iniciou seus estudos aos nove anos de idade, no Conservatório Pernambucano de Música. Destacou-se na infância e na adolescência pelos vários prêmios que recebeu como a Menção Honrosa no Concurso Magda Taggliaferro, em São Paulo, e as primeiras colocações nos Torneios Pernambucanos de Piano, nos anos de 2001 e 2005, além de prêmio de Melhor Intérprete de Música Brasileira, no Torneio Josefina Aguiar. Hoje é estudante do Curso de Bacharelado em Piano na Universidade Federal de Pernambuco.
Nos dias 03 e 19 de novembro de 2006, gravou em duas apresentações no Salão Nobre do Teatro de Santa Isabel, o DVD-demo “Variando”. Tal concerto ganhou proporções nacionais, ao ser comentado em capas de cadernos de cultura de vários jornais, como o Correio Braziliense, Diário de Pernambuco e Jornal do Commercio, e causou polêmica pelas improvisações inseridas em obras eruditas consagradas. Apesar de seu único trabalho artístico ser baseado na música erudita, passeia musicalmente pelo jazz e pela música popular brasileira.
Polêmico entre artistas e jornalistas, Vitor Araújo disponibilizou 4 vídeos do DVD “Variando” no site de vídeos “youtube.com” onde já obteve mais de 30.000 acessos em apenas seis meses de exposição, o que caracteriza uma extraordinária aceitação e repercussão, estando incluído por alguns sites, como uns dos melhores vídeos de música erudita, com especial destaque para o seu arranjo de Asa Branca (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira).
Em julho (21) deste ano, foi atração principal do Palco Instrumental do Festival de Inverno de Garanhuns no Parque Ruber van der Linden, e em 08/09/2007 veio a consagração nacional com a apresentação no Concerto no Convento de São Francisco (Olinda-Pe) na Mostra Internacional de Música de Olinda – MIMO, ao lado de ícones como: Antonio Menezes, Naná Vasconcelos, Egberto Gismonti, Yamandú Costa, Hamilton Holanda, Isaac Karabtchevsky, etc. Foi considerado o melhor show pelo Diário de Pernambuco, o Estadão (SP) tachou-o de a grata surpresa, o Jornal do Brasil abriu sua primeira página do Caderno de Cultura para falar exclusivamente do que ele chamou de novo fenômeno da música brasileira, enquanto a jornalista Ana Paula de Sousa da Carta Capital (19/09/2007) em seu artigo; “Virtuosa Molecagem”, assim o descreveu “…Araújo tem de sobra uma capacidade: fazer o piano soar humano, simples.” No programa de Jô Soares (18/10), deu uma entrevista entre as de maiores repercussão em 2007 e em 20/12/2007, já contratado pela Deckdisc, gravou Dualdisc no Teatro de Santa Isabel em Recife.

PRÊMIOS

APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) – Um dos mais importantes prêmios de Artes do país escolhido por 50 dos mais conceituados jornalistas, escolheu Vitor Araújo como REVELAÇÃO DA MPB em 2008.
MEUS PRÊMIOS NICK – do canal Nicklodeon escolhido por votação do público infanto-juvenil o ARTISTA REVELAÇÃO DO ANO 2008 – é a 1ª vez no mundo que este prêmio é dado a um músico erudito/instrumental.

Saiba mais aqui

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s