Documento obtido pela Justiça desmascara campanha suja do Serra

A campanha de José Serra vinha negando a autoria de um site apócrifo que divulgava mentiras sobre as propostas de Fernando Haddad (PT). A Justiça Eleitoral mandou retirar a página do ar no dia 18. E agora, nesta sexta-feira, dia 26, foi informada pelo provedor de internet GVT que a página foi desenvolvida na sede da empresa Soda Virtual, contratada pela campanha do PSDB. O jornal O Estado de S.Paulo noticiou o fato. Veja abaixo o documento.

Com isso, mais uma farsa do Serra vem a público: enquanto Fernando Haddad apresenta propostas, o tucano desperdiça energias criando panfletos apócrifos, mentirosos e ofensivos. Um desrespeito a São Paulo.

O Estadão informa que a Soda Virtual recebeu 250 mil reais para prestar serviços de “criação e inclusão de páginas na internet”. Uma dessas páginas foi a Propostas Haddad 13, que imitava o visual do PenseNovoTV e apresentava o que a justiça eleitoral chamou de mensagens “passíveis de enquadramento, em tese, como ofensivas e sabidamente inverídicas, até mesmo com o emprego de imitação das fontes, cores e símbolos utilizados na sua campanha (de Haddad)”.

O proprietário da Soda Virtual nega a autoria da página. E a campanha de José Serra ainda não se pronunciou.

Leia, na íntegra, a nota de esclarecimento divulgada pela campanha de Fernando Haddad:

A Coligação “Para Mudar e Renovar São Paulo” soube, por meio da resposta da GVT ao ofício enviado pela Justiça Eleitoral, que o IP utilizado para criar o falso blog “Propostas Haddad 13” é do assinante Huyana Batista Tejo, responsável pela empresa Soluções Originais em Desenvolvimento e Arte Ltda (Soda Virtual). Dessa forma, a coligação pediu a inclusão da empresa e seu representante na representação já apresentada à Justiça Eleitoral sobre o tema.

A Soda Virtual já recebeu R$ 531 mil do comitê financeiro para prefeito do PSDB em São Paulo por “serviços de criação e inclusão de páginas na internet”, de acordo com a segunda parcial de contas apresentada à Justiça Eleitoral. A mesma empresa registrou o site SerraJá, punido por propaganda antecipada, e o jogo de Facebook “Missão Impossível”, já fora do ar e também sob apuração da Justiça Eleitoral.

Coordenação da Campanha

Veja as fotos

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s