Ley de Medios na Argentina: a comunicação como direito

No dia 7 de dezembro deste ano passa a valer o marco regulatório das comunicações na Argentina – Ley de Servicios de Comunicácion Audiovisual (LSCA). Ou seja, nesta data vence o prazo fixado pela Corte Suprema da Argentina para a medida cautelar com a qual o Grupo Clarín paralisou a implementação da lei, durante três anos, após sua aprovação no Congresso

Diversos pesquisadores e órgãos como a Organização das Nações Unidas (ONU) atestam a modernidade da nova Lei e frisam: é um modelo a ser seguido.

Vermelho

Saiba por que Lei dos Meios argentina é um modelo para o mundo

Laurindo Lalo Leal Filho

É sociólogo e jornalista. Professor do Departamento de Jornalismo e Editoração da Escola de Comunicações e Artes da USP, é professor do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero. Fundou e presidiu a ONG Tver, voltada para o acompanhamento da qualidade da televisão brasileira. Integra a Comissão de Acompanhamento da Programação de TV da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados e é membro da ONG Midiativa. Apresenta o VerTV, primeiro programa de análise de televisão brasileira, transmitido pela TV Câmara e pela TV Nacional de Brasília. Assinou por cinco anos a coluna de televisão da revista Educação. É autor de Atrás das câmeras – Relações entre cultura, Estado e televisão, A melhor TV do mundo e A TV sob controle, todos publicados pela Summus.

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s