Central sindical sul-africana quer “Momento Lula” no país

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou neste sábado (17) a sede da Cosatu, a maior central sindical sul-africana. No seu último congresso, em setembro, a central havia defendido para a África do Sul o que seria um “Momento Lula”, de redução de desemprego, desigualdade econômica e pobreza. Por isso, assim foi batizada a visita de Lula para conversar com os dirigentes da entidade. A Cosatu e o partido político Congresso Nacional Africano (ANC) estão em diálogo com a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e o PT para viabilizar um grande encontro para troca de experiências já em 2013.

“Graças a Lula, o Brasil não é mais o país com maior desigualdade do mundo”, destacou Tyotyo James, vice-presicente da Cosatu. Tyotyo James ressaltou ainda que durante o governo Lula, enquanto a desigualdade era combatida e a condição de vida dos trabalhadores melhorava, 14 novas universidades foram construídas no Brasil. “Temos que fazer um ‘momento Lula’ ser viável na África do Sul”.

O ex-presidente falou sobre sua experiência de governo, com programas sociais e valorização do salário mínimo criando um forte mercado consumidor interno, e defendeu que são os mais pobres que precisam do governo. “Quais foram as palavras-chave do sucesso das redução de pobreza no Brasil? Democracia e inclusão. Nós provamos que aumento de salário não gera inflação. Quando aumenta o salário, aumenta o consumo dos mais pobres, o comércio produz mais, as fábricas produzem mais, e isso gera mais empregos”.

Lula defendeu que o governo e o movimento sindical sempre têm de manter um diálogo aberto, constante e franco. “O valor que aprendemos a dar para a luta de vocês, isso não merece, em um momento de dificuldade, por mais divergências que vocês tenham, que não sejam capazes de discutir e encontrar uma solução comum, para que juntos, as mesmas forças que derrotaram o apartheid derrotem qualquer crise econômica, inflação e protejam a coisa mais sagrada para um trabalhador, que é o direito de trabalhar e levar comida de volta para casa. Este é uma valor inestimável”.

Lula também defendeu a diversificação dos parceiros comerciais da África do Sul, para reduzir a dependência da Europa e dos Estados Unidos, ampliando mais o comércio do país com a própria África e a América Latina. O ex-presidente citou o exemplo positivo da resistência brasileira à crise nos países desenvolvidos em 2008, devido à ampliação dos parceiros comerciais.

O roteiro da viagem do ex-presidente Lula ainda inclui Moçambique, Etiópia e Índia. Clique aqui para ver a programação completa.

Instituto Lula

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s